Caso Tatiane Laurindo ainda não foi elucidado

Postado em: 01-04-2019

Meses depois do assassinato de Tatiane Laurindo da Silva, na época com 31 anos, não se tem informações, nem a autoria do crime que chocou Formosa do Oeste em 19 de Janeiro deste ano. Desde a data do crime, suspeitos foram encaminhados para serem ouvidos e depois liberados, pois, não há autoria oficialmente pelo crime. No dia 17 de Janeiro, o setor de homicídio das 20ª SDP, através do trabalho da delegada Drª Fernanda Lima, assumiu as investigações e também presta apoio junto a delegacia de Formosa do Oeste para solucionar o homicídio. Na época dos fatos, o criminoso invadiu a residência e não arrombou janelas e portas, a delegada relatou que uma das portas da residência, estava com problema de fechar, sendo que a dias estava dormindo com a porta aberta.
Foi realizado uma reconstituição no local do crime e ouvido além de testemunhas, familiares também. Um suspeito foi detido em uma sexta-feira (18), não teve o nome divulgado, foi ouvido e liberado. O rapaz negou as acusações e preferiu falar somente em juízo. A delegada contou que chegou ao suspeito, por conta de denúncias e provas testemunhais, além de indícios. Sobre o ex-companheiro, a polícia também não descarta o envolvimento, sendo que tudo está sendo apurado com cautela.
As investigações estão cada vez mais complicado, pois falta materiais, provas e testemunhas. A Polícia Civil, pede apoio da população de Formosa do Oeste, para denunciar o crime, quem sabe de algo, presenciou, denuncie de forma anônima, sem se identificar, pelo telefone 181.

Fonte: Policial Web