Paraná registra aumento de 648% no número de casos de dengue

Postado em: 27-02-2019

O Paraná registrou 1.602 casos prováveis de dengue em janeiro de 2019, de acordo com o Ministério da Saúde. Em comparação com o mesmo período em 2018, quando foram registrados 214 casos, o aumento foi de 648,6%. Os dados foram publicados nesta terça-feira (26).

De acordo com os dados, o Paraná teve o terceiro maior aumento entre os estados do país, atrás apenas de Tocantins (1.369%) e São Paulo (1.072,7%).

Segundo o Ministério da Saúde, os casos são chamados “prováveis” porque o diagnóstico de dengue não precisa ser exclusivamente por exame laboratorial, mas também por critério clínico epidemiológico, quando o médico diagnostica o paciente com a doença pelos sintomas e outras questões, como a circulação comprovada do vírus naquela região.

O Brasil registrou um aumento de 149% na comparação do mesmo período. De acordo com o Ministério da Saúde, foram 21.992 casos no ano passado contra 54.777 neste ano.

Segundo o coordenador de Dengue do Ministério da Saúde, Rodrigo Said, o aumento nos casos alerta para a necessidade de intensificação das ações de eliminação dos focos do Aedes aegypti.

De acordo com o Said, as altas temperaturas, acima das médias históricas, e o aumento no volume das chuvas também influenciaram na maior proliferação do mosquito no verão.

Said disse que a população deve manter práticas simples como não deixar acumular água em recipientes e garrafas.

Apesar do aumento, não houve registro de mortes pela doença no Paraná em 2019.

No país, foram registradas cinco mortes: duas em Goiás e uma nos estados de São Paulo, Tocantins e Distrito Federal. Há outros 23 casos sob investigação no Brasil.