População faz manifestação contra feminicídio em Formosa do Oeste

Postado em: 16-01-2019

Na tarde desta quarta-feira (16), vários populares se reuniram na Rua Maranhão, em frente a residência onde aconteceu um feminicídio contra Tatiane Laurindo da Silva de 31 anos. O crime aconteceu no último sábado (12), sendo que a jovem foi encontrada toda machucada, com marcas de sangue pela casa, o que chamou a atenção dos policiais, não foram encontrados vestígios de arrombamento nas janelas, nem nas portas. O corpo deu entrada no Instituto Médico Legal de Toledo, sendo que a causa da morte seria agressão física. Por conta deste bárbaro crime, as pessoas se reuniram, onde prestaram uma homenagem a Tatiane e ao mesmo tempo, pedindo justiça para elucidação do crime, bem como contra feminicídio na cidade. Vários cartazes e flores foram levadas para o local, demonstrando assim, preocupação e exigindo respostas das autoridades. Segundo a Polícia Civil, o crime ainda é um mistério. A delegada Amanda Macedo é a responsável pela investigação. O que foi apurado é que o crime é um mistério, sendo que 15 pessoas já foram ouvidas, mas, nenhum suspeito foi apontado oficialmente. A vítima havia registrado em julho de 2018, um boletim de ocorrência conta o ex-companheiro, sendo que no boletim, relatava que o mesmo invadiu a casa, agrediu e a ameaçou. Ela estava separada a cerca de três anos, tinha um filho de seis anos, sendo que este não estava no dia do fato na residência. Agora é uma questão de tempo, mas, in-formações que possa ajudar a polícia, podem ser feitas pelo 190, 197 e 181.

Fonte: Policial Web