Livro traz detalhes de briga entre Cristiano Araújo e Gusttavo Lima

Postado em: 21-06-2016

Um ano após a morte de Cristiano Araújo, o fotógrafo Flaney Gonzallez resolveu lançar o livro “Onze mil horas — um fotógrafo em turnê com Cristiano Araújo”, que reúne diversas histórias inéditas a respeito do sertanejo. Uma delas é sobre uma briga entre o músico e Gusttavo Lima.

“Uma série de desencontros, conversas truncadas e alfinetadas levaram os dois a um bate-boca muito feio pelo celular. Desde então, praticamente se odiavam”, relatou em uma das passagens, segundo o jornal “Extra”.

O profissional disse que o cantor pensou em fazer as pazes com Lima. “Ninguém sabe ao certo o que houve. Eram amigos e, de repente, não eram mais. Cristiano desconfiava que poderia ser coisa da equipe de um e de outro, afinal, eram concorrente.”

Na obra, Flaney revelou que Cristiano possuía uma personalidade forte e demitiu diversos assessores de imprensa, que não conseguiram emplacá-lo no “Domingão do Faustão”. “Era o sonho dele. Voltar ao programa após ter participado do ‘Garagem do Faustão’. Cristiano queria mostrar sua evolução naquele palco. Morreu sem conseguir”, lamentou.

O fotógrafo ainda relembrou os últimos momentos com o músico. “Foi um dia estranho. Ele estava triste. Cheguei e ele não me olhou no olho. Achei até que estava chateado. Saí meia hora antes dele. Não acredito que tenha sido premonição, nada disso. Poderia ser só cansaço. A última frase que trocamos foi ‘Então, até amanhã, parceiro. O livro é minha forma de dizer, ‘obrigado, parceiro’.”

Em tempo: Cristiano Araújo morreu em 24 de junho de 2015, em um acidente de carro em uma estrada de Goiás, ao lado da namorada, Allana Moraes