Secretaria de Saúde de Cafelândia emite alerta sobre o impetigo

Postado em: 09-11-2017

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica juntamente com a Vigilância Sanitária e Profissionais da Saúde do município de Cafelândia, após avaliação e acompanhamento de alguns casos, notifica o aumento da ocorrência de lesões de pele em crianças e adultos do município, os quais apresentaram lesões cutâneas compatíveis com IMPETIGO, que é uma infecção da pele causada por bactérias como o Staphylococcus aureus e também Streptococcus pyogenes.

Esta doença pode apresentar lesões avermelhadas, vesiculares, pustolosas, crostosas ou bolhosas, principalmente quando causadas pelo Staphylococcus aureus.
O impetigo costuma aparecer secundariamente a ferimentos mal higienizados, sendo que acomete principalmente crianças pequenas, pois estas têm dificuldade de seguir as recomendações que reduzem o risco de infecção nas feridas de pele (higiene constante das mãos e das feridas, evitar a coçar a lesão, manter unhas curtas e limpas auxiliam na interrupção da transmissão).
Embora a transmissão das bactérias causadoras do impetigo ocorra através do contato, o impetigo não costuma levar a surtos ou epidemias, tendo em vista a sua fisiopatogenia (tais bactérias já são colonizantes da pele, são oportunistas que aparecem secundariamente a ferimentos e outras lesões).
Casos de crianças ou adultos com lesões sugestivas de impetigo, devem ser encaminhados para avaliação em serviço de saúde, para que seja estabelecido tratamento adequado e sejam fornecidas ao paciente orientações sobre seu quadro clínico e medidas de prevenção. Solicitamos ainda que os profissionais de saúde avisem a Vigilância epidemiológica para acompanhamento/monitoramento deste agravo.

Prevenção

Previna a propagação da infecção:
  • Se você tem impetigo, use sempre uma esponja e uma toalha limpa. Troqueas todos os dias, se necessário for
  • Não compartilhe toalhas, roupas, lâminas de barbear ou outros produtos de cuidado pessoal com outros membros da família
  • Lave suas mãos frequentemente após tocar a pele infectada
  • Mantenha a pele limpa para evitar o contágio da infecção. Limpe bem pequenos cortes e escoriações com sabão e água limpa.

Complicações possíveis

Impetigo pode levar a algumas complicações, como o surgimento de manchas escuras após a inflamação e, em alguns casos, doenças fora da pele.

Tratamento de Impetigo

Os antibióticos são a principal forma de tratamento do impetigo. Eles podem ser aplicados diretamente nas feridas por meio de creme ou pomada, ou também podem ser ministrados oralmente, em doses pré-definidas pelo especialista.
Atenção: certifique-se de tomar os antibióticos até o final do prazo estabelecido pelo médico, mesmo que as feridas já estejam curadas. Isso ajuda a evitar resistência bacteriana.

Na consulta médica

Entre os especialistas que podem diagnosticar impetigo estão:
  • Clínico geral
  • Dermatologista
  • Infectologista.
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:
  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.
O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:
  • Quando seus sintomas começaram?
  • Você notou melhora ou piora dos sintomas nos últimos dias?
  • Você apresenta manchas vermelhas pelo corpo?
  • Há presença de erupções cutâneas em seu corpo? Em quais partes?
  • Você sente dor?
  • Você toma algum tipo de medicamento?
  • Você já foi diagnosticado anteriormente com outra condição médico? Qual?
  • Você está com alguma ferida na pele? Qual foi a causa?
  • Revisado por: Dra. Selma Helene, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia – CRM: 56736
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia

Fonte: GrInformações